Home > Notícias > Reforma tributária deve ser votada primeiro no Senado, depois na Câmara

Reforma tributária deve ser votada primeiro no Senado, depois na Câmara
Postado em 15/02/2021
Em reunião com os líderes da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs) nesta quarta-feira (10), o presidente Leonardo Miguel Severini ouviu do deputado federal Efraim Filho (DEM/PB), que também é presidente da Frente Parlamentar de Comércio e Serviços (FCS), que a ideia é de que o texto da reforma tributária seja votado em primeiro lugar no Senado, enquanto a Câmara dos Deputados se encarrega da reforma administrativa.

O intuito do encontro virtual, sob o comando do presidente da Unecs, George Pinheiro, era debater o futuro e dar continuidade às discussões em torno da reforma tributária, o principal pleito do grupo em 2021. “Há muitas controvérsias em torno da reforma e precisamos ouvir de você, como liderança, o que podemos esperar para este ano”, disse o presidente Pinheiro, ao dar boas-vindas ao deputado Efraim Filho.

Apesar de afirmar que o trâmite deve se dar dessa forma, o deputado pediu que os líderes empresariais aguardassem o relatório final que será apresentado para que sejam feitas discussões com base em fatos. “Não vai haver votação imediata, vai haver audiências públicas, então não é preciso gastar energia agora com problemas que talvez já estarão solucionados quando da elaboração do texto”, pontuou.

O presidente da FCS demonstrou interesse em continuar no cargo e disse que as reformas serão um grande gancho para que se possa discutir assuntos que são de total interesse do setor e que tramitam paralelamente, como o projeto que previa a prisão de gerentes, votado ontem (dia 9 de fevereiro) na Câmara, o PL do superendividamento, e o PL de socorro aos eventos, que pode incluir alimentação fora do lar no texto. “Vamos precisar da mobilização da Unecs para acompanhar de perto”, disse.

O presidente eleito para assumir a Unecs em março, José César da Costa, destacou a importância da entidade para as discussões de interesse do setor. “Teremos um ano muito de difícil, de recuperação e mudanças que não serão passageiras. O mundo está mudando e nós teremos papel fundamental nesse processo”, declarou.

No próximo mês, a Unecs promoverá um evento, em Brasília, para dar posse ao novo presidente da entidade e da FCS. Serão convidados os presidentes da República, do Senado e da Câmara dos Deputados, além de ministros e todos os parlamentares que formam a Frente.

Fonte ABADNEWS
Comente:




SOLICITE UM ORÇAMENTO

Estamos aguardando seu contato.


























Fiscal Contábil

PDV

Painéis

E-Commerce

BI Mobile

CRM

AFV

ERP

Entregas

BI

Hospedagem

GAV

Rotas

Emissores Fiscais

WMS

Coletor

SOLICITE UM ORÇAMENTO

Estamos aguardando seu contato.


























Fiscal Contábil

PDV

Painéis

E-Commerce

BI Mobile

CRM

AFV

ERP

Entregas

BI

Hospedagem

GAV

Rotas

Emissores Fiscais

WMS

Coletor